SÃO CARLOS: Anvisa autoriza fabricação de aparelho que trata câncer de pele

Anvisa autoriza fabricação de aparelho que trata câncer de pele - Equipamento desenvolvido pesquisadores da USP já chegou a 30 hospitais do país

    • EPTV
    • /
    • Fernando Bertolini
Baixe o Adobe Flash PlayerBaixe o Adobe Flash Player

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a fabricação de um aparelho que faz o diagnóstico e tratamento de um tipo de câncer de pele. O equipamento foi desenvolvido por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) de São Carlos.

O aparelho custa cerca de R$ 13 mil. A empresa responsável pela fabricação fica em São Carlos e aposta na nova tecnologia. A expectativa para o primeiro ano é comercializar em média 40 equipamentos por mês, inclusive no exterior. “A procura é em todos os estados, tem uma demanda para esse equipamento, também interesse de estrangeiros. Empresas americanas e europeias já se interessaram pela tecnologia”, disse o dono da MM Optics, Fernando de Moraes Mendonça Ribeiro.

O método é considerado uma opção de tratamento antes da cirurgia. Com 90% de chances de cura, é indicado para o carcinoma, o tipo de câncer de pele mais comum no país e que atinge 120 mil pessoas por ano.

A terapia fotodinâmica, à base de laser, dura cerca de quatro horas e não tem efeitos colaterais. Com a aplicação de uma pomada, o equipamento ajuda a identificar os tumores na pele e depois também é usado no tratamento. A luz vermelha de alta potência mata a células cancerígenas. “Pela primeira vez a gente conseguiu colocar em um único sistema um aparelho que permite ao médico auxílio no diagnóstico e também no acompanhamento do tratamento em tempo real e do tratamento”, disse o pesquisador da USP Vanderlei Bagnato.

O equipamento vai chegar gratuitamente a 100 centros médicos no Brasil. Ao todo, 30 já foram entregues.