Guariba: Estudantes trocam sala de aula por lixão

Estudantes trocam sala de aula por lixão - Aula sobre reciclagem e meio ambiente leva alunos ao aterro sanitário

    • EPTV
    • /
    • Cleber Akamine
Baixe o Adobe Flash PlayerBaixe o Adobe Flash Player

Conhecer o aterro sanitário da cidade faz parte de um projeto educacional, aplicado nas escolas da rede municipal de Guariba. Desde o ano passado, alunos do 1º ao 9º ano têm aulas práticas sobre reciclagem e meio ambiente.

E a conscientização tem surtido efeito. Em abril deste ano, os próprios alunos desenvolveram um projeto: sacolas de adubos químicos são transformadas em retornáveis e, posteriormente, distribuídas aos moradores, para que cada um separe o próprio lixo. Elas são lavadas e costuradas por funcionários da prefeitura, e os estudantes as entregam, juntamente com panfletos informativos. Ao todo, já foram distribuídos 950 sacolas, em cinco bairros da cidade.

Em Guariba, o serviço de coleta seletiva funciona há oito anos. Porém, apenas 10% dos munícipes separam o lixo produzido. De acordo com a secretária do meio ambiente, Miriam Geraldo Mendonça, o objetivo é aumentar esse porcentual. “Nossa meta é, até dezembro deste ano, coletar pelo menos 50% desses resíduos”, disse.

Segundo a coordenadora do projeto, Miriam Louzada da Silveira, as aulas conscientizam as crianças que, por sua vez, levam os ensinamentos aos adultos. “Quando elas veem os pais misturando material reciclável e lixo orgânico, elas chamam a atenção e ainda dão explicações”, comentou.