Após morte da filha, jovem se joga de prédio do HC

Homem de 22 anos se atirou do sétimo andar


/

 Igor Cordeiro de Souza, 22 anos se jogou do sétimo andar do Hospital das Clínicas depois de saber que a filha de um ano e dois meses tinha morrido de leucemia no fim de semana. Muito tristes, familiares e amigos enterraram nesta segunda-feira (22), no cemitério Bom Pastor, pai e filha, lado a lado.

Segundo parentes, Giovana, de um ano e dois meses, foi diagnosticada com a doença no último dia 12 estava internada. "Ele era muito apegado a ela, quando descobriram que era grave, ele parou de trabalhar só para cuidar dela e disse para os mais próximos que se alguma coisa acontecesse com ela, ele ia junto", contou um amigo da família.

No domingo (21), após ser informado da morte da única filha, Souza saiu da sala de notícias, depois de ter recebido a informação por meio de psicólogos do HC, aparentando calma. A esposa teria pedido para que segurassem o marido quando ele saiu da sala com medo dele fazer alguma ‘besteira’.

Souza quebrou um vidro do sétimo andar, onde a pediatria fica, e pulou.

Um parente do rapaz, conta que chegou ao HC minutos depois do suicídio e viu a agitação de pessoas que falavam "o pai da menina se matou", mas até então não tinha pensado que poderia ser Souza. "Então me disseram que era ele e a gente fica sem chão", diz

Segundo amigos, os órgãos do pai foram doados. O HC informou que não vai comentar o caso.


0 COMENTÁRIO(S)

Saiba mais