Saúde orienta como evitar problemas respiratórios com tempo seco

Tempo seco e poluição favorecem infecções e agravamento de doenças

Com a queda da umidade relativa do ar no Estado de São Paulo, o índice de problemas respiratórios aumentou. O tempo seco provoca ardência e ressecamento dos olhos, boca e nariz até o agravamento de doenças.

Um dos fatores que a baixa umidade relativa do ar acarreta é a dificuldade da dispersão de poluentes. Na forma de diversos tipos de partículas (ácaros, o enxofre que sai do escapamento de veículos, poeira e restos de materiais queimados),os poluentes acabam sendo inalados pelas pessoas ao ficarem em suspensão no ar, o que acaba favorecendo a ocorrência de problemas respiratórios e infecções.

Idosos e pessoas que já possuem histórico de problema respiratório são os grupos mais vulneráveis às doenças neste período e precisam redobrar os cuidados. A Secretaria de Estado da Saúde indica alguns cuidados importantes para evitar ou minimizar estes problemas

Dicas:

- Ingerir bastante líquido (a não ser em caso de alguma restrição);

- Não fazer exercícios físicos entre as 10h e 17h quando a umidade do ar estiver baixa;

- Deixar um recipiente com água ou um pano molhado no quarto antes de dormir;

- Não usar o umidificador elétrico por muitas horas seguidas. O ambiente pode ficar muito úmido e causar mofo e bolor;

- Lavar as narinas com soro fisiológico e/ou faça inalações com o mesmo produto;

- Manter os ambientes arejados e livres de tabaco e poeira;

- Evitar frequentar lugares fechados em que haja grande concentração de pessoas, como shoppings, supermercados e cinemas.


0 COMENTÁRIO(S)

Saiba mais