Polícial morto em delegacia de trânsito será sepultado hoje

Edmar Luiz Barbosa Melo trabalhava há 17 anos na polícia


/

Baixe o Adobe Flash PlayerBaixe o Adobe Flash Player

O policial civil Edmar Luiz Barbosa Melo será sepultado nesta quinta-feira (29) às 9h em Mogi Mirim, no Cemitério Colina das Flores. Ele foi morto dentro da Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de Mogi Guaçu, em frente ao cofre, com um tiro na cabeça e outro nas costas na quarta-feira (28).

O investigador tinha acabado de chegar ao trabalho pela manhã com um malote de cinco mil espelhos de documentos de carros e de carteiras nacionais de habilitação (CNH) em branco, que foram roubados por três homens armados. Antes de fugirem, os bandidos atiraram contra Edmar Luiz Barbosa Melo. Ele estava há 17 anos na Polícia Civil. Este é o primeiro latrocínio, roubo seguido de morte, registrados em Mogi Guaçu este ano.

O crime chocou a cidade e manteve a delegacia de trânsito fechada na quarta. O atendimento ao público será retomado nesta quinta. Despachantes e auto-escolas de Mogi Guaçu também fecharam as portas em luto à morte do policial.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado de São Paulo informou que foram encontradas dentro da delegacia cápsulas de duas armas diferentes, de calibre 38 e 40, mas não confirmou que o policial reagiu ao roubo. A Ciretran não tem circuito interno de vigilância, mas duas funcionárias estavam no local na hora do latrocínio e viram os assaltantes. Elas são testemunhas-chave na investigação.


 


0 COMENTÁRIO(S)

Saiba mais