Ribeirão Preto: Grupo de teatro de Franca é composto por atores cegos

Grupo de teatro de Franca é composto por atores cegos - Teatro é maneira encontrada pelos atores para recuperar a auto estima

    • EPTV
    • /
    • Natalia Clementin
Baixe o Adobe Flash PlayerBaixe o Adobe Flash Player

Depois de um ano e meio de ensaio, o grupo Tateando subiu ao palco de Franca para apresentar “O Mágico De Oz”. E não foi apenas mais uma encenação desse clássico da literatura. Os atores são crianças cegas.

Antes do início do espetáculo, um último ensaio. Para muitos, como Maria Laura Oliveira Souza, 13, o dia de atriz causou uma certa tensão. Sheila Karolyne Do Prado Borges, 13, fez a protagonista Dorothy e também estava ansiosa.

As cortinas se abriram para uma nova perspectiva. Espantalho, homem de lata, leão. Em cena, peça que já foi sucesso no cinema. No palco, atores de 11 a 24 anos de idade dispostos a quebrar barreiras, a dificuldade de enxergar e aprender.

O grupo "Tateando" foi criado há 11 anos, iniciativa da professora Marlei Taveira Cintra que nasceu com deficiência visual. Nos últimos anos, o grupo já apresentou outras peças baseadas na literatura com livre adaptação, como o Pequeno Príncipe, Pinóquio e Cinderela.

Amigos e familiares acompanharam atentos e emocionados a apresentação. Para as crianças, a experiência aguça os sentidos, melhora a auto estima e faz da arte uma forma de superação. Superação clara aos olhos do público, prova de é possível enxergar além.