Como está o tempo hoje

Temperatura

Máx 25º

Min 15º

Fechar [X]

[Comunicado]
A partir de 10/02/2012 os sites de Notícia do EPTV.COM e EPs
passam a integrar o portal de notícias G1/GLOBO.
Com isto nossos novos endereços para notícias serão:



Para acessar os demais sites de entretenimento como
o TERRA DA GENTE e CAMINHOS DA ROÇA clique no botão fechar acima e selecione o link desejado.

Comentário(s) - 0

Demora para marcar consultas médicas na cidade chega a 1 ano

EP Piracicaba constatou que há especilistas na cidade que atendem quase um ano depois

26/08/2011 - 11:15

ViaEPTV.com - Eduardo Guidini

Alterar o tamanho da letra A+A-

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) decretou: dentro de 90 dias, contados a partir do dia 20 de junho, todos os planos de saúde deverão se adequar e marcar as consultas para seus conveniados em, no máximo, 21 dias, variando de acordo com a especialidade requisitada. Entretanto, em Piracicaba, a demora para conseguir um horário com determinados médicos chega a quase um ano.

"É um absurdo o que acontece aqui em Piracicaba. Há médicos conceituados que marcam consulta para um ano depois. Aí falam para marcar com outro médico qualquer. Mas eu não quero. Quero médicos que tenham referência, é lógico. Pode ligar que você vai ver", disse a atendente, Marta Onofre Silva, 29 anos.

O EP Piracicaba fez o teste e constatou o que boa parte da população já sabe: inúmeros médicos marcam suas consultas para meses depois do solicitado pelo paciente.

Para ser atentido por um requisitado cardiologista da cidade, a primeira tentativa de marcação não foi nada animadora. "Pela Unimed só tem consulta para maio de 2012", disse a secretária. Na mesma semana, outra tentativa e a decepção foi ainda maior. "Pela Unimed, nós não estamos marcando mais pacientes pela 1ª vez".

No mesmo dia, uma nova tentiva. Agora para marcar com o mesmo médico para uma consulta particular, que custa R$ 300. "Temos vaga para o dia 1º de setembro", disse a secretária. "Se você tiver plano de saúde, Unimed ou Santa Casa, que são os que o doutor atende, a gente dá um desconto de R$ 50 na consulta", finalizou.

Posição
A Unimed Piracicaba, maior plano de saúde da cidade, se pronunciou sobre a questão e garantiu que não haverá problemas para se adequar à mudança.

“O que as pessoas precisam entender é que a obrigatoriedade da ANS é que tenha pelo menos um médico com horário disponível em determinadas especialidades. Alguns profissionais mais renomados, que já possuem muitos pacientes, não vão conseguir mesmo atender no prazo. Quando alguém precisar de um médico, a orientação é que busque aquele com quem já se consultou ou que tenha uma indicação. Caso ele não possa atender no tempo estipulado pela ANS, o paciente deve ligar no serviço de atendimento do plano de saúde, que irá passar o nome de outro médico especialista, disponível”, explica o presidente da Unimed Piracicaba, Antonio Geraldo Buck.

A Unimed Piracicaba conta com 542 médicos cooperados e faz uma média de 50 mil consultas por mês. São 156 mil clientes nas 10 cidades da região atendidas pelo plano.

Otorrinolaringologista e homeopata, Buck disse ao EP Piracicaba que marcar uma consulta com ele demora, em média, de 10 a 20 dias. Mas, um dia depois da entrevista, a tentativa foi feita e a resposta recebida não foi bem essa. "Não tem mais consulta para esse ano. Você precisa ligar em dezembro de, porque é quando vou começar a marcar consulta com o Dr. Buck para o ano que vem, quando ele voltar de férias. Se você quiser entrar na lista de espera, fique à vontade, tem umas 50 pessoas", disse a secretária.

Opções
Segundo maior plano de saúde em atividade em Piracicaba, o Santa Casa Saúde possui 350 médicos credenciados para o atendimento de 30 mil clientes em toda a região da cidade.

Na tentativa de marcar uma consulta com um médico por este plano, mais uma vez o paciente vai ter que esperar. "Tenho para o dia 30 de setembro", disse a secretária de outro cardiologista de Piracicaba.

De acordo com a recomendação da ANS, cardiologia faz parte das especialidades que não são consideradas de alta complexidade e, assim, deve ter as consultas agendadas em, no máximo, 14 dias.

Para marcação de consultas de pediatria, clínica médica, cirurgia geral, ginecologia e obstetrícia o prazo é de sete dias úteis.
 

Mais Notícias