EPNoticia.com

Comentário(s) - 0

Ribeirão Preto registra um homicídio por dia em agosto

Vítimas foram assassinadas a tiros e uma chegou a ser queimada viva por moradores de rua

05/08/2012 - 08:33

Jornal A Cidade

Alterar o tamanho da letra A+A-

Cinco pessoas foram assassinadas em Ribeirão Preto nos primeiros quatro dias do mês de agosto. O número já é maior do que a metade registrada no mesmo mês de 2011, quando sete homicídios foram cometidos na cidade.

A última morte ocorreu na madrugada de sábado (4), quando um publicitário de 36 anos foi baleado durante assalto na praça Engenheiro Armindo Paione, no Jardim Sumaré. Carlos Henrique Nagayoshi teria ido à praça urinar, quando foi rendido por dois homens, um deles armado. Ele estava em companhia de uma publicitária de 41 anos, que ficou dentro do carro da vítima.

Os assaltantes exigiram as chaves do veículo e pegaram a bolsa da mulher, com diversos documentos e objetos pessoais. Em seguida, ela afirma ter ouvido dois disparos. Ao procurar pelo publicitário, o encontrou caído. Ele foi socorrido para a unidade de emergência do HC (Hospital das Clínicas), mas não resistiu e morreu.

Balanço no ano
Até ontem, 37 pessoas foram assassinadas em Ribeirão, de acordo com dados apurados por A cidade. O número é 24% maior do que o registrado de janeiro a agosto de 2011.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo, 29 pessoas morreram vítimas de homicídio ou latrocínio - roubo seguido de morte - no ano passado. As vítimas deste mês foram mortas a tiros, facadas e até queimada viva. Dos quatro casos registrados até agora, nenhum foi solucionado pela polícia.

Outros casos
Carlos César Alves, de 43 anos, foi encontrado morto com quatro tiros na manhã do dia 3, dentro de casa, em uma chácara na avenida Bandeirantes, na Vila Virgínia, zona Oeste de Ribeirão Preto. O homem é irmão de um policial militar aposentado.

No dia 2, um homem de aproximadamente 35 anos foi encontrado com o rosto desfigurado, em um canavial próximo ao Clube Caiçara, zona rural de Ribeirão. Segundo a Polícia Civil, havia marcas pelo corpo da vítima.
O homem ainda não foi identificado e a polícia também não tem suspeita do autor do homicídio. Já no dia 1º duas pessoas foram assassinadas.

Interatividade

Boné Terra da Gente
Boné Terra da Gente