EPNoticia.com

Comentário(s) - 1

Polícia ouve autores de funk de vídeo que incentiva o uso de cocaína

Em depoimento, eles assumiram a autoria da música, mas negam publicação de vídeo na internet

11/05/2011 - 16:46

Da redação

Alterar o tamanho da letra A+A-

A Polícia Civil de Santa Bárbara D'Oeste ouviu duas pessoas identificados como autores da letra e a melodia de uma música usada em um vídeo que circula na internet que indica aonde comprar cocaína em duas cidades da Região Metropolitana de Campinas (RMC) e como caracterizar a droga conhecida como “Nine nine”. As imagens divulgam do uso de cocaína pura ao som do funk com imagens da droga e frases de incentivo que foi postado há onze meses na rede, mas começou a ser analisado pela Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes (Dise) de Americana na segunda-feira (9), quando a polícia tomou conhecimento do caso.

Em depoimento na tarde de terça-feira (10), os dois homens alegaram que a música foi produzida em 2007, mas negam a autoria do vídeo postado na internet. Dois computadores pessoais dos autores foram apreedidos para perícia. A polícia quer descobrir se a postagem do vídeo foi feita usando os equipamentos. De qualquer forma, os investigadores continuam a busca pela pessoa que possa ter postado o material.

Baixe o Adobe Flash PlayerBaixe o Adobe Flash Player

“Nine nine”

A droga é divulgada pelos traficantes como "Cocaína 99" ou “Nine nine”, por ter 99% de pureza. A cocaína mostrada no vídeo é semelhante com o entorpecente apreendido pela polícia, cerca de um quilo embalado com fragnete preto, no limite de Americana com Santa Bárbara D'Oeste. Segundo especialistas, a principal característica entre as cocaínas é a cor, que diferentemente da comum que é branca, é amarelada.

Para a toxicologista Silvia Cazenave, o risco de uma quantidade de pureza maior do entorpecente significa que existe uma concentração maior para o peso do pó. “Então uma pessoa que vai usar que vai se autoadministrar uma cocaína que tem grande concentração, ela pode cometer um erro, consumir uma dose maior do que ela pode suportar e ter uma overdose, que pode levar a pessoa a morte", afirma.

Interatividade

Boné Terra da Gente
Boné Terra da Gente